Significado de Encantado

 

Encantado (entidade)

 

Os Encantados para as culturas indígenas
Para a maioria das culturas indígenas, os Encantados são seres que trazem consigo o poder de cura. Esses povos não acreditam que um Encantado tenha sido alguém que morreu, e sim que se transformou. Então em uma tribo quando alguém alcança um grau muito alto de sabedoria, antes do momento da sua morte ele encanta. E assim, passa a ser uma energia que é integrante da natureza.

E da mesma maneira natural essa pessoa após sua elevação se apresentará a alguém da tribo através principalmente dos sonhos. Esse escolhido que terá contato com o Encantado, deve ser alguém muito forte espiritualmente, ou sua alma pode “quebrar” caso não suporte o contato. Após a primeira aparição, o escolhido recebe uma semente a qual deverá cuidar com muito zelo para preservar a saúde e proteção da tribo, ela carrega toda a energia do ser de luz que se propôs a acolher a todos em sua infinita sabedoria.

Um Encantado muito conhecido entre os indígenas é o Avati, – um herói Guarani – que por meio de sua morte transformou-se em milho para salvar toda sua nação da fome.

Os Encantados e as religiões afro-brasileiras
Aqui a variedade de explicação é enorme e abrange a todo tipo de conceito. Há terreiros que possuem a mesma crença citada acima na cultura indígena, outros já enxergam de maneiras diferentes as formas de como surgem os Encantados, podendo se expressarem como:

Entidades que nunca tiveram forma humana, mas já habitaram a Terra como animais ou plantas e encantaram-se antes ou depois que morreram pois não queriam perder essa conexão com a natureza;
Seres que já foram humanos e de repente sumiram da presença de todos. São desaparecimentos históricos, onde não há registro da morte desses homens. Acredita-se em algumas culturas de tradição afro, que eles de alguma maneira descobriram uma maneira de encantarem-se;
Pessoas que tiveram o seu ciclo necessário de vida e alcançaram uma elevação da espiritualidade de maneira superior, por isso tiveram a oportunidade de habitarem um plano mágico e possuírem poderes naturais que julgarão qual a melhor forma de utilizá-los.
Além do Candomblé e Umbanda, uma das religiões afro que mais apresentam forte ligação com os Encantados é o Tambor de Mina, muito conhecida no nordeste brasileiro, principalmente no Maranhão Reidovudu.

Como entrar em contato com um Encantado
Como dito anteriormente, para se ter contato com Encantados é necessário um poder espiritual forte. Sendo assim, eles aparecerão por meio de sonhos ou somente através de rituais de Pajelança por contatos mediúnicos. Pois para a maioria dos homens eles são invisíveis.

Algumas pessoas possuem a aptidão incorporá-los, notando-se assim a alteração da consciência quando um Encantados está em ação. Somente dessa forma é possível que demais pessoas tenham contato com essas entidades e possam receber seus direcionamentos. Porém, é preciso esclarecer que eles não são espíritos como os recebidos na Mesa Branca, não são anjos da guarda e nem como Eguns do Candomblé.

Eles são protetores dos homens, todavia podem também castigar demasiadamente aqueles que os decepcionam de alguma maneira, por isso fogem de qualquer conceito de santificação. Desta forma, a encantaria deve ser administrada por pessoas que conhecem a fundo os conceitos desses seres e saberão respeitá-los e guiar um ritual. Nunca se deve fazer nada amador para invocar Encantados.

Elementais não são Encantados
Por representarem forças da natureza, os Elementais são muitas vezes confundidos com Encantados. Porém as culturas que os estudam e se beneficiam de suas ações apontam que:

Encantados
Seres que já tiveram alguma encarnação (crença da maioria das culturas), e posteriormente encantaram-se, tornando-se assim parte da natureza. Essas entidades possuem o poder de deslocar-se somente entre algumas dimensões. Com o tempo esses seres passaram a fazer parte das falanges que auxiliam nas giras dos terreiros. Exemplos: seres do folclore como boto, Curupira e Saci, alguns caboclos e pessoas da monarquia como a princesa Doralice, princesa Rosalina e o Rei Sebastião (principalmente na religião do Reidovudu).

Elementais
Já os Elementais deslocam-se livremente em qualquer universo, eles constituem e dirigem a própria natureza, pois eles são a essência dela. Nunca tiveram forma física e são e fonte dos principais elementos da vida: água, fogo, terra e ar. Exemplos de Elementais: gnomos, fadas e duendes.

Portanto os seres Encantados podem sim auxiliar em diversas questões dos humanos, mas há um limite e uma necessidade de melhor compreensão para poder trabalhar as suas energias. Também é necessário saber diferenciar as suas formas de atuação das dos Elementais para que não haja desrespeito quando buscar-se por mais detalhes e aprofundamento nos cultos relacionados.

0xx(34)9 9150-2401

Encantado é uma figura do folclore Brasileiro com origem principalmente indígena, um tipo de entidade sobrenatural. Há multiplicidade de crenças a respeito dos encantados, variando entre criaturas que vêm de um reino paradisíaco subaquático, podendo se referir a seres espirituais, tais como os antepassados, até mesmo a cobras encantadas.
Também são associados ao mito do boto que se transforma em ser humano para atrair mulheres.
Embora a crença em si está começando a minguar, ainda há abundância de sul-americanos que acreditam em sua existência ardentemente, e afirmam ter visto e interagiram com eles.
Os encantados podem também ser considerados análogos às fadas do folclore europeu.
De acordo com a mitologia Kalankó, os encantados seriam ancestrais que após morrerem, tornaram-se parte da natureza.
O encantado significa que foi alvo de encantamento; que foi objeto de feitiço ou bruxaria: reino encantado.
Que foi seduzido ou se deixou seduzir; que se deslumbrou; maravilhado: ficou encantada com a inteligência de sua professora.
Religião. Segundo alguns indígenas e/ou caboclos, refere-se aos seres que, animados por forças desconhecidas, habitam o céu, as selvas, as águas ou os locais sagrados.

Como se Torna um Encantado

Para se tornar-se um encantado tem várias maneiras, uma delas e que existem Portais que muda de lugar geralmente dentro da Mata, segundo os antigos existe um cipó se passar a cabeça por debaixo dele se o Portal não estiver aberto a pessoa perde dentro da mata, chega na beira da mata e não encontra a saída. E por isso que se deve respeitar os guardiões da mata fazer a abertura dos portais e levar presentes para os encantados existentes daquele local.
Outra maneira de tornar-se um encantado é um encantado no ato de sua morte arrebatar o seus espírito, para o mundo do encante.
Outra é se a Pessoa e consagrada a um encantado seja na Jurema e ou no Tambor de Mina esse encantado arrebatar o espírito no ato da sua Morte.
Há fatos de ser arrebatado em vida durante o Sono dorme e seu espírito sai do seu corpo sendo levado para o mundo dos encantados.

0xx(34)9 9150-2401

As correntes da Jurema Sagrada de Caboclo era somente de Caboclo Selvagens e ou Caboclos da Familia Surupira como é chamado Reidovudu.
Família de caboclos selvagens, como índios:
ìndios Feiticeiros e “quebradores de demanda”
Vó Surrupira, Índio Velho ou Caboclo Velho, Surrupirinha do Gangá, Marzagão, Trucoeira, Mata Zombana, Tucumã, Tananga, Caboclo Nagoriganga, Zimbaruê. Pajés, Principe das Águas Claras Pajé Rio Verde.
Posteriormente já com a colonização veio os Padres Jesuítas e quando eles foram expulsos veio os Frei Franciscanos e muitos caboclo foram batizados como tambem e conhecido no Tambor de Mina Cacique José Tupinambás ou na Jurema Reis Tupinambás.
Os caboclos Canindes, Os Caboclos Caçadores, Os Caboclos Guerreiros, Os Tapuias, Caboclos Tabajara, Itacolomi, Tapindaré, Tupinaré, Tamandaré,Ubirajara, Maresia, Rio Negro, Rio Branco, Guapindaia (que e o mesmo Mestre Reidovudu) Ubiratã, Candeia, Tombacé, Iracema,Olhi d’Água, Jandiaia, Matas Virgens, Abitaguara,reidovudu, etc…
Mais tarde veio os CABOCO que são os homem do sertão nordestino e os pescadores era chamados de caboco. Como qual.

0xx(34)9 9150-2401

 Espaço do Assinante
Login

Senha

Voltar